quinta-feira, 5 de março de 2020

Imprimir

Informaq
Cenário político e econômico do México e sua relação com o Brasil é apresentado na reunião do CONIMAQ

O presidente do Conselho de Administração e o presidente executivo da ABIMAQ, João Carlos Marchesan e José Velloso, respectivamente, acompanharam as apresentações do Embaixador do México no Brasil e do departamento de Mercado Externo da entidade

A convite da Bramex (Câmara Empresarial Brasil-México), por meio da presidente do conselho diretor Lida Pelanti, o Conselho Nacional da Indústria de Máquinas (CONIMAQ) recebeu no dia 19 de fevereiro, durante sua reunião na ABIMAQ, o Embaixador do México no Brasil, José Ignacio Pinãs Rojas, que realizou uma apresentação com tema “Cenário político e econômico do México e sua relação com o Brasil”. 

Rojas acentuou porque se deve investir no México. “O Governo do México tem o compromisso de garantir a estabilidade macroeconômica e finanças públicas saudáveis. Além disso, o País tem uma economia sólida que, apesar de um ambiente global adverso, tem registrado bons indicadores econômicos como o investimento estrangeiro direto”. 

Para o Embaixador, o Brasil e o México têm uma parceria estratégica, pois são a primeira e segunda economia da América Latina e Caribe com 60% do PIB, tem 52,35% da população da região e 54,5% de território, possui cinco dos dez maiores centros urbanos da América Latina e conta com 66% dos investimentos estrangeiro direto. “Para o México, o Brasil é o 7º parceiro comercial em 2018 a nível global, o principal sócio comercial na América Latina, supera comercialmente Japão, Reino Unido, França, Espanha e Colômbia, e é importante destino dos investimentos do México na América Latina e Caribe com US$ 30 milhões”. 

MERCADO EXTERNO DA ABIMAQ

Na ocasião, o departamento de Mercado Externo da ABIMAQ, representado por Tábata Silva e Gabriel Toledo, fez uma apresentação sobre a relação comercial do Brasil com o México. 

Eles comentaram que as exportações de máquinas e equipamentos entre os países em 2019 foi de mais de US$406 milhões e as importações ficaram acima de US$ 186 milhões, o que representa saldo maior que US$ 219 milhões. “Em 2019, o México foi o 4ª destino das exportações brasileiras de máquinas e equipamentos e a 15ª origem das importações de bens do setor”.

“Dos produtos representados pela ABIMAQ exportados para o México no último ano, 78% contam com alíquota de importação zerada Quando analisadas as importações desses produtos, a maior parte, 73% do volume, conta com alíquota do imposto de importação de 14%”, acrescentaram.

Fonte:
© Copyright 2020 Abimaq. Todos os direitos reservados.