quinta-feira, 5 de março de 2020

Imprimir

Informaq
Cadastro Positivo e nova política de crédito do BNDES são temas de reunião do Conselho de Financiamentos

Representantes da empresa Serasa Experian e do banco de fomento participaram do encontro e revelaram novidades em seus produtos e serviços

O Conselho de Financiamentos da ABIMAQ se reuniu, no dia 11 de fevereiro, na sede da entidade, com representantes da Serasa Experian, empresa brasileira de análises e informações para decisões de crédito e apoio a negócios, e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES para tratar de novas ferramentas e programas que possibilitam aos fabricantes de máquinas e equipamentos a aquisição de produtos e serviços.

O gerente de Produtos de Relatórios Pessoa Jurídica da Serasa, Fabio Augusto, fez apresentação sobre o Cadastro Positivo, uma ferramenta lançada no dia 11 de janeiro deste ano que fez com que as empresas visualizem todo o comportamento do seu cliente como pagador, complementando a análise de cadastro de adimplência. O intuito desse projeto é a redução de inadimplência.

Com a nova Lei (116/19), o Cadastro Positivo se tornou obrigatório e as empresas têm o dever de compartilhar os títulos de seus clientes à Associação Nacional de Bureaus de Crédito de forma que os Bureaus irão comunicar ao mercado pelos seus relatórios que as empresas estão em dia ou não à adimplência de seus compromissos”, alertou Augusto

Outro ponto interessante que o cadastro positivo traz é que ele passa a considerar em seus relatórios empresas que nunca foram negativadas, passando assim a contemplar e premiar a adimplência das empresas brasileiras com seus compromissos.

O Cadastro Positivo gera impactos importantes no mercado de crédito e na economia do país, sendo ampliação do acesso ao crédito, melhores scores e atributos, novas soluções para análise de crédito, melhor aproveitamento dos dados negativos, favorecimento do bom pagador, redução do risco de superendividamento.

NOVOS PRODUTOS DO BNDES

O gerente departamento de Clientes e Relacionamento Institucional do BNDES, Marcus Vinicius, e o gerente de Projetos da Área de Operações e Canais Digitais do banco de fomento, Geanderson Souza, apresentaram alterações na Política Operacional de Crédito do BNDES.

Uma das novidades apresentadas foi o Finame Materiais Industrializados, que oferece ao empresário o apoio para aquisição de bens industrializados, exceto máquinas e equipamentos. Podem ser consultados os NCMs financiáveis pela linha no Anexo da Circular nº 47/2019 do BNDES, são aproximadamente 2.500 itens. 

Já o Crédito Pequenas Empresas, linha de capital de giro, teve a remuneração do BNDES reduzida de 1,45% a.a. para 1,25% a.a., foi ampliado para empresas de porte médio com receita bruta anual de até R$ 90 milhões, antes era somente para empresa que fatura até R$ 4,8 milhões anual. A ampliação foi para R$ 10 milhões a cada período de 12 meses no prazo total de até 60 meses, com carência de 24 meses e participação máxima em 100%.

Outra novidade do banco é o programa BNDES Crédito Rural que permitirá atendimento contínuo ao setor agropecuário de forma complementar ao crédito agrícola já operado com recursos equalizados. Ele permite a continuidade do financiamento ao setor e evita demanda frustrada. (mais detalhes em matéria nesta página). 

E por fim, foi apresentado as alterações na linha Finame Aquisição e Comercialização de BK, com a redução do Spread do BNDES, de 1,42% a.a. para 1,15% a.a. e para todos os portes de empresa passa a ser de até 100% de participação.

Fonte:
© Copyright 2020 Abimaq. Todos os direitos reservados.