EVOLUÇÃO

Primeira Revolução

"1784 - Tear Mecânico"

Atendendo às necessidades de drenar a água acumulada em minas de ferro e de carvão, foram desenvolvidas algumas máquinas, mas foi em 1705 que o inglês James Watt criou a primeira máquina à vapor, dando um início a aplicações industrias diversas como movimentação de navios, fábricas de teares, máquinas de usinagem, entre outras, por sua extraordinária potência...
Continue lendo

Introdução da produção mecanizada, com equipamentos movidos à água ou vapor

Entre os séculos XVII e XVIII

Atendendo às necessidades de drenar a água acumulada em minas de ferro e de carvão, foram desenvolvidas algumas máquinas, mas foi em 1705 que o inglês James Watt criou a primeira máquina à vapor, dando um início a aplicações industrias diversas como movimentação de navios, fábricas de teares, máquinas de usinagem, entre outras, por sua extraordinária potência. Após isso, diversas outras máquinas surgiram, inclusive a primeira máquina com força hidráulica para fiar conhecida como ”water frame”, este período beneficiou em grande escala a indústria têxtil. 

(Fonte: A História das Máquinas 2006)

Segunda Revolução

"1870 - Linha de Produção em Matadouro em Cincinnati"

Divisão de tarefas e equipamentos movidos à energia elétrica. Foi desenvolvido o primeiro motor elétrico pelo cientista berlinense Werner Von Siemens em 1866. Após esta extraordinária invenção, surgiu à primeira locomotiva acionada por motor elétrico (1879) e o primeiro bonde elétrico (1881)...
Continue lendo

Baseada na produção em massa

Século XIX

Divisão de tarefas e equipamentos movidos à energia elétrica. Foi desenvolvido o primeiro motor elétrico pelo cientista berlinense Werner Von Siemens em 1866. Após esta extraordinária invenção, surgiu à primeira locomotiva acionada por motor elétrico (1879) e o primeiro bonde elétrico (1881). 

Neste período, surge o motor de corrente alternada de duas fases, criado por Galileu Ferraris, em 1885, o motor bifásico, criador por Nikola Tesla em 1887 que também havia projetado a primeira usina hidrelétrica, no Niagara, e o motor trifásico, em 1889 desenvolvido por Dolivo-Dobrowolsky, este último motor veio a ser produzido em série por máquinas universais em meados de 1891. Foi nesta época que foi desenvolvida a luz elétrica, ampliando as taxas de lucratividades industriais, atraindo novas indústrias. Com isso, uma grande disseminação de utilidades domésticas e bens de consumo foram eminentes, surgindo assim, a sociedade moderna.

Em 1903, foi inventada uma das primeiras linhas de montagem por Henry Ford, a produção em série, com máquinas para atender necessidades específicas de cada peça e não mais somente máquinas universais, o que necessitou um alto grau de automação, ampliando a produtividade. Assim surgiram as primeiras integrações de máquinas.

(Fonte: A História das Máquinas 2006)

Terceira Revolução

"1969 - Primeiro Controlador Lógico Programável - MODICON"

Em 1800 para atender a indústria têxtil, Joseph Marie Jacquard desenvolveu uma máquina de tecer que tinham ações controladas por meio de interpretações automáticas de instruções numéricas. Em meados de 1900, Herman Hollerith, físico que fundou a empresa que deu origem à Internacional Busines Machines – IBM desenvolveu um sistema de armazenamento de dados para os cartões perfurados para o departamento de recenseamento dos Estados Unidos...
Continue lendo

Uso da eletrônica e TI para automação da produção

Meados do Século XX

Com o passar da evolução industrial, novas máquinas surgiam com capacidades de armazenagem e processamento de dados. Neste período, atendendo as Forças Aéreas Americanas na fabricação de aviões e material bélico, foi encontrada a empresa Parsons que já tinha experimentado usar uma forma rudimentar de controle por números em uma máquina de usinagem convencional. Após anos de pesquisa e investimento a Parsons em conjunto com a Cincinat Lamb desenvolveram a primeira máquina-ferramenta com Controle Numérico - CN, apresentada em 1953 no MIT. Após isso, em meados de 1980, os a dados numéricos começaram a ser gravados em banco de dados e disquetes, evoluindo para máquinas com Controle Numérico Computadorizado – CNC.

Uso da eletrônica e TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação) para alcançar uma maior automação da produção. A implantação de computadores no chão de fábrica, com a utilização de controles eletrônicos, sensores e dispositivos capazes de gerenciar uma grande quantidade de variáveis de produção, permitiu a tomada de decisões de controle de dispositivos de forma autônoma. O impacto foi à elevação da qualidade dos produtos, o aumento da produção, a gestão dos custos e a elevação da segurança na produção.

Quarta Revolução

"Hoje - Sistemas Ciber-Físicos"

Conhecida como Indústria 4.0 na Alemanha, Smart Manufacturing nos Estados Unidos e Manufatura Avançada no Brasil, combina modernos recursos de automação industrial com os avanços dos sistemas de computação, informação e comunicação via internet, permite que linhas de montagem e produtos, troquem informações entre si ao longo do processo, ao mesmo tempo em que diferentes unidades fabris tomam decisões sobre produção, compras e estoques sem interferência humana...
Continue lendo

uso de sistemas físico-cibernéticos, novo paradigma, e representa a interação autônoma e inteligente entre sistemas de fabricação automáticos complexos

Hoje

Conhecida como Indústria 4.0 na Alemanha, Smart Manufacturing nos Estados Unidos e Manufatura Avançada no Brasil, combina modernos recursos de automação industrial com os avanços dos sistemas de computação, informação e comunicação via internet, permite que linhas de montagem e produtos, troquem informações entre si ao longo do processo, ao mesmo tempo em que diferentes unidades fabris tomam decisões sobre produção, compras e estoques sem interferência humana. 

O resultado disso é uma flexibilidade na produção de produtos com características distintas em uma mesma fábrica podendo ser gerenciada de forma remota. É a integração de todos os sistemas, podendo incluir o cliente final, a logística, o controle de produção e até mesmo das definições e características físicas do produto. 

HISTÓRICO

Iniciativas que antecederam o projeto

Proposta de Projeto

Proposta de Projeto

ABIMAQ - IPDMAQ elabora proposta de projeto para buscar o apoio do CNPq, para o desenvolvimento do Projeto “Desenvolvimento tecnológico de manufatura digital para inovação de processo na indústria" com o objetivo de atender necessidades de treinamento e capacitação de recursos humanos.

2012
Instalação

Instalação

Instalação do Laboratório de Comissionamento Virtual no Instituto Mauá de Tecnologia, para desenvolvimento de projetos em parcerias com empresas e treinamento de bolsistas CNPq. Todos os equipamentos e instalações são de aplicação industrial, permitindo simulações representativas do ambiente fabril.

2013
ABIMAQ Inova

ABIMAQ Inova

Realização do ABIMAQ Inova 2014, principal fórum de inovação da indústria de máquinas e equipamentos, com o tema “A Indústria do Futuro”. Participaram deste evento as empresas Festo, Kuka Roboter, Siemens do Brasil, entre outras, para desmistificar o conceito e mostrar na prática iniciativas de sucesso.

2014
Grupo de Trabalho

Grupo de Trabalho

ABIMAQ e o IPDMAQ foram convidados para participarem do Grupo de Trabalho de Manufatura Avançada, criado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) para discutir um plano de ações estruturantes para a Manufatura Avançada no Brasil. Nestas reuniões, a ABIMAQ e o IPDMAQ ressaltaram a importância para a realização de uma ação prática e que desafiassem as engenharias das indústrias de máquinas e equipamentos para esta tendência. No final de 2015, ABIMAQ - IPDMAQ lançam um desafio às engenharias das empresas de Bens de Capital, para a criação de um Demonstrador de uma linha de produção no conceito da Manufatura Avançada, a ser apresentado na Feimec 2016, como uma resposta das empresas brasileiras a esta tendência da Manufatura Avançada.
Empresas Participantes
- ABB LTDA.
- AUTODESK DO BRASIL
- BALTEC MAQUINAS AUTOMAÇÃO
- BOSCH REXROTH LTDA.
- FESTO BRASIL LTDA.
- HEXAGON MANUFACTURING INTELLIGENCE
- INDÚSTRIAS ROMI S/A.
- INSTITUTO MAUÁ DE TECNOLOGIA – IMT
- INSTITUTO SENAI DE INOVAÇÃO METALMECÂNICA
- KUKA ROBOTER DO BRASIL LTDA.
- MCK AUTOMAÇÃO INDÚSTRIAL EIRELI – EPP
- METAL WORK PNEUMÁTICA DO BRASIL LTDA.
- MULT-E ENGENHARIA DIGITAL
- PHOENIX CONTACT
- PLMX SOLUÇÕES
- POLLUX AUTOMATION
- SICK
- SIEMENS LTDA.
- SKA
- SMC PNEUMÁTICOS DO BRASIL LTDA
- STÄUBLI SÃO PAULO
- WESTCON INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL LTDA

Apoio
- BALLUFF
- BR SOLUÇÕES
- CHEMPOXY
- ELETROMEI
- NMS

2015
LINHA DO TEMPO DO PROJETO

Desafio

Desafio

A partir de referências internacionais, ABIMAQ - IPDMAQ desafiam empresas do setor de máquinas e equipamentos para a criação de uma linha conceito brasileira de Manufatura Avançada - a Indústria 4.0 no Brasil.

Novembro 2015
Reuniões

Reuniões

Primeiras reuniões na ABIMAQ, com empresas que aceitaram o desafio e alinhar o conceito.

O Produto

O Produto

Um porta-celular personalizado, para acondicionar celulares de diversas marcas, modelos e formas, com alojamento para lápis de diferentes cores e com possibilidade de inscrever texto, escolhidos pelo visitante.

O Processo

O Processo

Foram apresentados os conceitos da Manufatura Avançada e identificadas tecnologias disponíveis e as competências existentes nas empresas para formação dos grupos de trabalho.

Dezembro 2015
Ideia de Produto

Ideia de Produto

Desenvolvimento da primeira ideia de produto para fabricação no demonstrador, com realização de testes de usinagem e definição do material para confecção do produto.

Grupos de Trabalho

Grupos de Trabalho

Criação de 15 Grupos para divisão do trabalho pelas empresas participantes: Grupos Dedicados (projeto do produto, redes de comunicação, integração) e Grupos Operacionais (escaneamento, fabricação, inspeção do produto, montagem dos lápis e sistema de entrega do produto).

Redesenho

Redesenho

Redesenho ajustado às tecnologias e competências disponíveis nas empresas.

Janeiro 2016
Arquitetura PLM

Arquitetura PLM

Definição da arquitetura do PLM (Product Lifecycle Management , MES (Manufacturing execution systems) e ERP (Enterprise Resource Planning).

Comissionamento

Comissionamento

Comissionamento Virtual para otimização dos sistemas automatizados.

Design

Design

Design de produto em atendimentos às características necessárias para a demonstração do processo de Manufatura Avançada.

Fevereiro 2016
Modelo

Modelo

Modelo virtualizado da linha atualizado.

Montagem

Montagem

Máquinas e equipamentos começam a chegar ao local do Tryout, e nasce o projeto físico.

Março 2016
Integração

Integração

Componentes, peças e partes integrando as máquinas e equipamentos.

Try Out

Try Out

Try Out do demostrador da linha conceito da Manufatura Avançada.

Abril 2016

O PROJETO

Manufatura Avançada, o Futuro está presente na FEIMEC

Conhecida também por Indústria 4.0, Indústria do Futuro e Fábrica Inteligente, a Manufatura Avançada está atualmente no centro do debate mundial sobre produtividade e inovação dos meios de produção. Considerada a quarta revolução industrial (antecedida pela mecânica, elétrica e digital), o novo paradigma representa a interação, autônoma e inteligente, entre sistemas de fabricação automáticos complexos.

A combinação de modernos recursos de automação industrial com os avanços dos sistemas de computação, informação e comunicação via internet, permite que linhas de montagem e produtos troquem informações entre si ao longo do processo, ao mesmo tempo em que diferentes unidades fabris tomam decisões sobre produção, compras e estoques sem interferência humana.

Na FEIMEC – Feira Internacional de Máquinas e Equipamentos, o Brasil tem o primeiro e exclusivo Demonstrador de Manufatura Avançada. O projeto, capitaneado pela Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos – ABIMAQ, envolveu mais de 23 empresas e entidades ligadas aos mais diferentes segmentos da indústria de máquinas e equipamentos, tais como: máquinas-ferramenta, automação e controle, robótica, mecatrônica, entre outros, para desenvolver uma linha de produção utilizando os conceitos da Manufatura Avançada: Internet das Coisas, M2M, QR-Code, Cloud, Realidade Virtual (virtual twin / comissionamento virtual), MES/PLM, personalização.

A experiência proposta na fábrica inteligente permite vivenciar os conceitos da Manufatura Avançada a partir da produção de um acessório personalizado para escritório que une as funcionalidades de um porta-lápis e um porta celular. Através do QR-Code, é possível acessar a plataforma virtual e personalizar o produto com até 12 caracteres alfanuméricos e as cores dos lápis. Não é necessário informar o modelo do smartphone para definir a largura do suporte, pois o sistema faz o escaneamento do celular, produzindo, a partir de uma nuvem de pontos, o projeto final do produto. Bem vindo ao futuro!


Veja abaixo o video de apresentação do projeto:

 

 


 

  • José Borges Frias Jr.<br> Diretor de Estratégia e Business Excellence
  • Petra Grieffenhagen<br> Gerente Comercial
  • Fabio Trocoletto Delgado<br> Gerente de Engenharia de Vendas
  • Marcelo Silva<br> General Manager
  • Wilson Bricio<br> Presidente VDI-Brasil <br> ZF América do Sul
  • Jonathan Rogers<br> Diretor Presidente
  • João Alfredo S. Delgado<br> Diretor Executivo de Tecnologia da ABIMAQ
  • Anita T. Dedding <br> Secretária Executiva do IPDMAQ <br>Gerente Divisional de Tecnologia Industrial da ABIMAQ
  • Antonio Carlos Dantas Cabral <br> Coordenador do curso de Engenharia de Produção
  • Heitor José Müller<br> Presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul
  • Rodrigo Bueno<br> Gerente Geral da Robótica
  • Luiz Baldassari<br> Diretor
  • Paulo Roberto dos Santos<br> Gerente de Produto das Américas
  • Danilo B. Lapastini<br> Vice-Presidente
  • Edouard Mekhalian<br> Diretor Geral
  • Marcio Antônio Daré<br> Diretor Técnico Comercial
  • Hernane Cauduro<br> Diretor
  • Pierre Tadeu Mangussi<br> CEO
  • Flavio Barros Rizzo Hahn<br> Diretor de Engenharia
  • Fábio Fernandes<br> Engenheiro de Aplicações para Indústria 4.0
  • Luiz Cassiano Rando Rosolen<br> Diretor-Presidente
  • José Velloso Dias Cardoso <br> Presidente Executivo da ABIMAQ

DEPOIMENTOS

  • “O Projeto de Manufatura Avançada, do qual temos orgulho de participar, é mais um exemplo de como a união entre o know-how do que há de mais novo em tecnologia, como a Indústria 4.0, e o estabelecimento de parcerias adequadas e alinhadas entre iniciativa privada, academia, associações industriais e Governo, viabiliza a competitividade e o crescimento sustentável da indústria brasileira.”

    José Borges Frias Jr.
    Diretor de Estratégia e Business Excellence
    José Borges Frias Jr.<br> Diretor de Estratégia e Business Excellence
  • “Para nós da SKA é extremamente importante participar desse projeto, pois sabemos que a Indústria 4.0 já é uma realidade. Estamos comprometidos para que as empresas brasileiras se adaptem a esse novo modelo através de uma produção sustentável.”

    Petra Grieffenhagen
    Gerente Comercial
    Petra Grieffenhagen<br> Gerente Comercial
  • “Estamos honrados de participar deste projeto. Esta iniciativa mostra que estamos prontos para a tecnologia do futuro, que será, em breve, nossa realidade. Participamos com nossos atuadores elétricos, tato para o direcionamento dos smartphones para o escaneamento como na disponibilização do dispenser do blank para a produção do produto.”

    Fabio Trocoletto Delgado
    Gerente de Engenharia de Vendas
    Fabio Trocoletto Delgado<br> Gerente de Engenharia de Vendas
  • “A célula de Manufatura Avançada foi uma excelente iniciativa da ABIMAQ, para promover a indústria brasileira. Um exemplo de colaboração entre empresas, reunindo fornecedores de altíssimo nível que desenvolveram soluções de elevada tecnologia, visando flexibilizar, integrar e customizar uma linha de produção com o objetivo em atender um mercado competitivo e exigente.”

    Marcelo Silva
    General Manager
    Marcelo Silva<br> General Manager
  • “O projeto está sendo uma referência em engenharia e cooperação tecnológica entre o Brasil e a Alemanha. A VDI-Brasil considera esta demonstração prática da Manufatura Avançada, promovida pela ABIMAQ, como essencial para o desenvolvimento do Brasil, dá corpo e evidencia de maneira concreta, este tema de tanto destaque.”

    Wilson Bricio
    Presidente
    VDI-Brasil
    ZF América do Sul
    Wilson Bricio<br> Presidente VDI-Brasil <br> ZF América do Sul
  • “Tão logo fomos honrados em receber o convite da ABIMAQ para participar do projeto Demonstrador da Linha Conceito da Manufatura Avançada, aceitamos o desafio. Nossa participação se deu, principalmente, em assessorar no desenvolvimento das soluções de segurança nessa célula de manufatura, fornecendo os produtos adequados para esse moderno modelo de trabalho.”

    Jonathan Rogers
    Diretor Presidente
    Jonathan Rogers<br> Diretor Presidente
  • “É preciso avançar mais e com maior velocidade, para incluir o Brasil entre os protagonistas dessa megatendência que envolve novos modelos de negócios e atinge todos os setores industriais, mas onde o setor de TICs e Bens de Capital obrigatoriamente devem liderar.”

    João Alfredo S. Delgado
    Diretor Executivo de Tecnologia da ABIMAQ
    João Alfredo S. Delgado<br> Diretor Executivo de Tecnologia da ABIMAQ
  • “O projeto Manufatura Avançada, coordenada pela ABIMAQ e o IPDMAQ, é uma demonstração clara das tecnologias e do know-how existentes nas empresas brasileiras. Para que o Brasil possa ser um dos protagonistas nessa tendência, as indústria precisam ser desafiadas com oportunidades de mercado aliado principalmente as parcerias entre empresas.”

    Anita T. Dedding
    Secretária Executiva do IPDMAQ
    Gerente Divisional de Tecnologia Industrial da ABIMAQ
    Anita T. Dedding <br> Secretária Executiva do IPDMAQ <br>Gerente Divisional de Tecnologia Industrial da ABIMAQ
  • O Instituto Mauá de Tecnologia, utiliza esses conceitos nos cursos de Engenharia de Produção e de Engenharia de Automação e Controle. Não poderíamos deixar de participar do projeto. Reunir tantas empresas num ambiente colaborativo como esse, permitiu que os profissionais do Centro Universitário - professores e corpo técnico -  e os alunos aprendessem da preparação até a "partida" da planta instalada no local do evento.”

    Antonio Carlos Dantas Cabral
    Coordenador do curso de Engenharia de Produção
    Antonio Carlos Dantas Cabral <br> Coordenador do curso de Engenharia de Produção
  • "Em um mercado cada vez mais globalizado, precisamos promover a inserção do setor industrial do Brasil na indústria 4.0. Trata-se de uma questão essencial de competitividade. Assim, ao participar desta ação, o SENAI colabora decisivamente para apoiar as indústrias nessa nova tendência mundial."

    Heitor José Müller
    Presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul
    Heitor José Müller<br> Presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul
  • “Estamos investindo fortemente no que chamamos de IoTPS (Internet of Things, People and Services). Nossa área de robótica vem trabalhando globalmente para trazer ao mercado soluções inovadoras que atenderão às demandas das fábricas do futuro.”

    Rodrigo Bueno
    Gerente Geral da Robótica
    Rodrigo Bueno<br> Gerente Geral da Robótica
  • “Para a BALTEC é um orgulho, participar deste projeto de “Manufatura Avançada” e junto com outras empresas poder mostrar ao empresariado brasileiro a capacidade e competência da indústria Nacional de Automação.”

    Luiz Baldassari
    Diretor
    Luiz Baldassari<br> Diretor
  • “A Festo está envolvida no tema da Indústria 4.0, desde que começou a ser desenvolvido na Alemanha. Nossa preocupação é criar oportunidades para empresários brasileiros, instituições de ensino, entidades de fomento e governo para ter uma visão do que está disponível em termos de tecnologias.”

    Paulo Roberto dos Santos
    Gerente de Produto das Américas
    Paulo Roberto dos Santos<br> Gerente de Produto das Américas
  • “Para Hexagon Manufacturing Intelligence, é uma honra participar de um projeto tão audacioso e de alta tecnologia como este. A ideia coincidiu com o atual momento da Hexagon MI, acompanhando a tendência global voltada a manufatura Inteligente, levando nosso DNA (metrologia) para o chão de fábrica e trazendo inteligência aos processos.”

    Danilo B. Lapastini
    Vice-Presidente
    Danilo B. Lapastini<br> Vice-Presidente
  • “A indústria no Brasil precisa avançar rapidamente em tecnologia e inovação, se quiser estar entre os protagonistas da Manufatura Avançada, para ampliar mercados, desenvolver conhecimentos e formar competências. O desfio deste projeto envolveu desde o chão de fábrica, até o consumidor final, juntos diante dessa realidade.”

    Edouard Mekhalian
    Diretor Geral
    Edouard Mekhalian<br> Diretor Geral
  • “A MCK Automação Industrial se sentiu honrada pelo desafio de ser a Integradora Oficial da Manufatura Avançada.  Por meio desse projeto conseguimos mostrar ao mercado que temos qualidade, eficiência, comprometimento e muito conhecimento técnico para contribuir com a modernização das fábricas Brasileiras, e assim, atingirmos a excelência.”

    Marcio Antônio Daré
    Diretor Técnico Comercial
    Marcio Antônio Daré<br> Diretor Técnico Comercial
  • “Participar desse projeto é muito importante para Metal Work, pois nos permite  mostrar ao mercado as soluções que possuímos voltada para a Indústria 4.0, e também mostrar ao público a capacidade da indústria brasileira que está alinhada com essa nova tendência.”

    Hernane Cauduro
    Diretor
    Hernane Cauduro<br> Diretor
  • “Integrar sistemas e ambientes faz parte do DNA da Mult-e, ao longo dos 17 anos de sua existência. Antecipamos tendências e inovações para agrega valor aos negócios dos nossos clientes. A Indústria 4.0 é um grande marco e temos muito a contribuir com nossa experiência e a expertise. Participar do Projeto em conjunto com a ABIMAQ e grandes empresas, está sendo uma ótima oportunidade para nos colocar em evidência neste assunto.“

    Pierre Tadeu Mangussi
    CEO
    Pierre Tadeu Mangussi<br> CEO
  • “Trata-se de um projeto inspirador e simbólico para o Brasil, pois atesta a nossa capacidade de desenvolver soluções de manufatura, alinhadas com os últimos avanços tecnológicos e com os conceitos da fábrica do futuro, disseminando seus benefícios e incentivando a indústria brasileira a acelerar rumo à um novo patamar tecnológico e de competitividade.”

    Flavio Barros Rizzo Hahn
    Diretor de Engenharia
    Flavio Barros Rizzo Hahn<br> Diretor de Engenharia
  • “A Demonstração de Manufatura Avançada expressa claramente a capacidade de integração de sistemas entre diversos fabricantes, mostrando que o Brasil tem plenas condições de construir fábricas inteligentes que alcancem um alto nível de customização de produtos. E nós da Bosch Rexroth nos sentimos orgulhosos em participar deste projeto e poder apresentar nossa contribuição para a Indústria 4.0!”

    Fábio Fernandes
    Engenheiro de Aplicações para Indústria 4.0
    Fábio Fernandes<br> Engenheiro de Aplicações para Indústria 4.0
  • “A participação da ROMI nesse projeto reafirma o nosso compromisso em aumentar a competitividade dos nossos clientes. A Companhia está atuando em várias frentes para promover a Indústria 4.0 no Brasil, agregando automação, flexibilização e conectividade da produção que resultarão em ganhos de produtividade ao parque fabril nacional.”

    Luiz Cassiano Rando Rosolen
    Diretor-Presidente
    Luiz Cassiano Rando Rosolen<br> Diretor-Presidente
  • “Esta está sendo uma grande demonstração de que a indústria brasileira está preparada para dar o grande salto tecnológico, rumo ao aumento da produtividade, que tanto o país necessita, a chamada “Indústria 4.0”. Parabéns às empresas participantes desta grande inciativa.”

    José Velloso Dias Cardoso
    Presidente Executivo da ABIMAQ
    José Velloso Dias Cardoso <br> Presidente Executivo da ABIMAQ

SEMINÁRIO

Seminário Manufatura Avançada e VI Simpósio Internacional de Excelência em Produção: Indústria 4.0 - Curto, Médio e Longo Prazo​

A VDI realizará a 6ª edição do Simpósio Internacional de Excelência em Produção, que terá como tema: “Indústria 4.0 – curto, médio e longo prazo”. O evento contará com renomados palestrantes da Alemanha e do Brasil e terá como público-alvo empresários de indústrias nacionais e multinacionais, presidentes, diretores, engenheiros, estudantes e demais interessados no mundo tecnológico, abrangendo cerca de 150 participantes no total.

Este simpósio será realizado em parceria com a ABIMAQ durante a FEIMEC. Será uma excelente oportunidade de conhecer a Indústria 4.0 ao vivo e a cores através do “Demonstrador” - uma linha de produção no conceito da Manufatura Avançada, que poderá ser visitado logo após o evento.

 


Local

Centro de Exposições São Paulo Expo - Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 - São Paulo - SP

Data

04 de maio 2016

Horário

Quarta-feira das 10h00 às 04h00

CONTATO

Possui dúvidas sobre o projeto ou gostaria de escrever alguma consideração? Preencha o formulário abaixo.

Realização

ABIMAQ IPDMAQ VDI

Patrocínio

ABDI BNDES CNPQ MCTI DESENVOLVE

Empresas Apoiadoras

TASCO NMS CHEMPOXY ELETROMEI BALLUFF

Apoio Institucional

CNI FINEP