Buscar por:  


Otimismo foi a tônica do Jantar de Confraternização das associadas da ABIMAQ



O evento das empresas associadas da ABIMAQ/SINDIMAQ teve como tema os 80 anos das entidades. Autoridades destacaram a importância da indústria para a recuperação da economia brasileira

“Nós da ABIMAQ e SINDIMAQ continuaremos esperançando em 2018 com atitude, positividade, protagonismo e otimistas para levar as demandas que o próximo ano trará”. Com a confiança da retomada do crescimento do setor de bens de capital, João Carlos Marchesan, presidente do Conselho de Administração das entidades, discursou durante encontro de fim de ano com as associadas, realizado no Espaço das Américas, em São Paulo, no dia 08 de dezembro. 

Parafraseando Ronald Reagan em seu discurso de despedida da Casa Branca, em 1988, intitulado ‘We, The People’ que cita o trecho “somos nós, o povo, que devemos dizer ao governo o que fazer e não o contrário”, Marchesan reforçou a atuação das entidades e os anseios do setor: 

Somos nós ABIMAQ E SINDIMAQ, os legítimos representantes da indústria de bens de capital que devemos dizer ao governo o que é preciso fazer, e não o contrário, pois só sente a dor quem leva a pancada. Cada um de nós sabe aonde aperta o calo;

Somos nós ABIMAQ E SINDIMAQ, os maiores interessados em ajudar a construir um momento mais auspicioso para indústria de máquinas e equipamentos;

Somos nós ABIMAQ E SINDIMAQ, que entendemos que o caminho para o desenvolvimento passa, obrigatoriamente, pela recuperação da capacidade de investimento da indústria, perdida ao longo da última década, devido à combinação de margens decrescentes e endividamento crescente. Além do equacionamento de suas dívidas, incluindo aí as fiscais, sendo necessário criarmos condições para a recuperação de nossas margens;

Somos nós ABIMAQ E SINDIMAQ, que temos atuado fortemente no sentido de restaurar a nossa competitividade, já que a competitividade e produtividade de um país são fatores fundamentais para o crescimento econômico, para o progresso social e para a geração contínua de emprego e de elevação de renda. 

Marchesan frisou que a mudança não depende apenas das nossas ações. “Esperamos que o atual governo, e o que será eleito no próximo ano, escolha o crescimento econômico como prioridade, inclusive para ajudar no indispensável ajuste fiscal para que a indústria brasileira seja mais competitiva”. 

GOVERNO SP

João Carlos de Souza Meirelles, secretário de Energia do Estado de São Paulo, representando o governador Geraldo Alckmin, destacou a palavra esperança. “Depois de conseguimos atravessar essa crise, vemos um pequeno sinal de crescimento da economia. Estamos abertos a construção de um novo momento para aproveitar as vantagens comparativas e competitivas que temos no Brasil”.  

BNDES

Paulo Rabello de Castro, presidente do BNDES, enfatizou que a indústria brasileira é uma preocupação do banco e não pode ser renegada a segundo plano no processo de desenvolvimento. “Essa indústria que já representou mais de 20% do PIB até a década de 80, com o apoio crescente do BNDES, se vê hoje reduzida ao um número rastejante, muito próximo dos 11% do PIB, havendo perdido praticamente metade de sua participação anterior. Nada justifica esse encolhimento e o banco tem feito o possível para manter a proeminência dos financiamentos”. 

Segundo Castro, não ha incentivo para quem é penalizado pagando o tributo mais elevado do mundo, que conjuga o termo impostos industrializados e tem a coragem no manicômio tributário brasileiro de manter uma categoria que é dedicada a punir a produção industrial. “O setor político não pode ter mais complacência com o anacronismo tributário brasileiro. Entretanto, esse anacronismo perde no campeonato da estupidez de políticas econômicas para uma excrescência maior ainda que é a taxa de juros mais elevada do mundo. Devemos refletir sobre que rumos daremos ao nosso país, pois não temos mais tempo a perder”.  

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA SP

Cauê Macris, deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo (ALESP), colocou a importância de ter um sistema político que atue de maneira diferente do que tem feito. “É preciso que os nossos governantes discutam as reformas estruturais do Brasil no sentido de diminuir o Custo Brasil, os gastos da máquina pública e fomente, cada vez mais, a indústria para que ela possa voltar a gerar emprego e renda”. 

HOMENAGEM

Em reconhecimento aos mais de 50 anos de contribuição de forma relevante para o fortalecimento da indústria nacional de máquinas e equipamentos, Hiroyuki Sato, diretor de Assuntos Tributários, Relações Trabalhistas e Financiamentos da ABIMAQ, foi o homenageado durante jantar de confraternização da ABIMAQ/SINDIMAQ.

Para José Velloso, presidente executivo da ABIMAQ, Sato é um exemplo de um homem trabalhador, que sabe a sua responsabilidade e é um professor nas áreas jurídica, financiamento, tributária e trabalhista. “Se não fosse a contribuição dele nós não chegaríamos aonde chegamos”. 

Surpreso, Sato, que se dedica ao SINDIMAQ e ABIMAQ desde 1963, agradeceu e dedicou o prêmio aos familiares, colegas, diretores e empresários do setor. 





Número: 218
Março/2011

Outras edições
select



Buscar matérias

Informaq

O evento das empresas associadas da ABIMAQ/SINDIMAQ teve como tema os 80 anos das entidades. Leia mais...

A ABIMAQ, juntamente com outras entidades, empenhou-se na aprovação de medida que permite isonomia tributária entre a indústria nacional e importados. Leia mais...

O objetivo da reforma da Previdência é equilibrar as contas públicas e colocar a economia do país nos trilhos. Leia mais...

Desoneração da folha de pagamentos e projeto Rota 2030 foram alguns dos assuntos tratados na reunião. Leia mais...

Medida será suspensa durante um ano, período no qual será monitorado o comportamento das importações dos países investigados. Leia mais...

Pela atuação em prol do setor de óleo e gás, Alberto Machado, diretor de Petróleo, Gás, Bionergia e Petroquímica da ABIMAQ. Leia mais...

Gilson Carvalho, vice-presidente da CSGIN, ressaltou que o IPI do cigarro é quase mesmo que o do fabricante de equipamentos para ginástica. Leia mais...

Com o intuito de estreitar relacionamento e efetuar parcerias futuras. Leia mais...

Com a finalidade de ampliar a interação entre as empresas associadas. Leia mais...

Estatísticas e oportunidades do setor foram apresentadas pela vice-presidente da Câmara Setorial de Máquinas Rodoviárias. Leia mais...

Para abordar temas como 4ª revolução industrial, indústria 4.0, tendências tecnológicas. Leia mais...

Com a presença de autoridades, imprensa, vice-presidente da ABIMAQ RJ e presidente executivo da entidade, o Encontro com o Presidente se realizou no mês de dezembro. Leia mais...

Evento abordou a estruturação de financiamentos para usinas eólicas, credenciamento de aerogeradores pelo BNDES e atualização do mapeamento da cadeia produtiva do setor. Leia mais...

Em 2017, os comitês mantidos pela ABIMAQ publicaram 64 normas brasileiras em suas 43 Comissões de Estudo. Leia mais...

Em reunião realizada no dia 16 de janeiro, na sede da ABIMAQ em São Paulo. Leia mais

Resultado representou um aumento de 40% com relação ao ano de 2016 e a expectativa é de que essa tendência continue em 2018. Leia mais...

Segunda edição do evento espera crescimento de 20% e tem foco na participação internacional. Leia mais...

Encontro contou com a presença de diretores da entidade e associadas. Leia mais...

FINAME, Cartão BNDES e feiras de iniciativa da ABIMAQ foram alguns dos temas abordados em reunião com dirigentes da instituição financeira. Leia mais...

Conheça as novas condições de financiamento para as operações no âmbito dos produtos FINAME, BNDES Automático e do programa BNDES-Giro. Leia mais...

O resultado da receita em 2017 foi menor em 2,9% quando comparado com 2016. Leia mais...

Muito se tem falado e ouvido sobre a Reforma Trabalhista, externando posições ora favoráveis, ora contrárias, e muita insegurança de como ficarão as relações do trabalho daqui em diante. Leia mais...

Apoio institucional