Buscar por:  


João Marchesan assume presidência do Conselho de Administração da ABIMAQ e do SINDIMAQ com o compromisso de fortalecer a indústria de máquinas



Durante cerimônia de posse das diretorias das entidades para o quadriênio 2018/2022, autoridades e entidades de classe enfatizaram a relevância do setor como propulsor do desenvolvimento da economia nacional

“A reindustrialização será nosso compromisso para os próximos quatro anos”. Assim João Marchesan, presidente do Conselho de Administração da ABIMAQ e do SINDIMAQ, abriu seu discurso durante cerimônia de posse das diretorias das entidades para o quadriênio 2018/2022, no dia 09 de agosto, na sede da associação, em São Paulo. 

Marchesan expôs a preocupação de todos os empresários industriais com o fenômeno de desindustrialização que ocorre no Brasil. “Estamos exportando empregos, divisas e renda. Vamos trabalhar para que este governo ou o próximo consiga aprovar as reformas e promover os ajustes necessários na economia, porque o País ainda carece de mais investimentos. Precisamos aumentar a taxa de investimento”. 

O presidente da ABIMAQ/SINDIMAQ enfatizou que a reindustrialização do Brasil demanda a mudança do regime macroeconômico e a correção dos fatores estruturais desfavoráveis. “Isto requer contas públicas equilibradas, inflação baixa, câmbio competitivo, disponibilidade de crédito para investimento e produção a juros compatíveis. Também são necessárias as reformas econômicas e institucionais profundas, nos planos da política monetária, cambial, fiscal, previdenciária e tributária. Além da restauração da capacidade de planejamento, financiamento e a indução do Estado para, junto com o setor privado, recuperar de forma sustentável e duradoura o desenvolvimento da economia brasileira”.

CONFIANÇA

Carlos Marun, ministro da Secretaria de Governo da Presidência da República, representando o presidente da República Michel Temer, afirmou que o Brasil mais uma vez marcou um encontro com a sua história e faltou ao compromisso. “O resultado disso é que estamos com crescimento aquém daquele que poderíamos estar vivenciando hoje”.

Apesar desse cenário, Marun diz otimista porque não existe outro caminho que não seja do crescimento e de seguir a agenda econômica conduzida pelo atual governo. “Ano que vem o deficit da Previdência será de R$1 bilhão por dia.  Não existe país que seja viável sem que enfrente essa questão. Por isso que eu sou otimista, pois penso que o Brasil vai continuar avançando”. 

Para José Ricardo Roriz Coelho, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), a indústria tem papel importantíssimo na volta do crescimento. “O trabalho em conjunto das entidades na defesa de nossas proposições será mais efetivo para reverter esse quadro e para que a indústria brasileira volte a ser mola propulsora do desenvolvimento brasileiro”.  

O presidente da FIESP citou a preocupação com a primarização das exportações brasileiras. “Cada vez mais o Brasil está exportando produtos primários e de menor valor agregado, enquanto aumentamos a importação de itens com alto conteúdo tecnológico. Essa situação é reflexo da falta de competitividade, ocasionado pelo custo de capital, sistema tributário, questões de infraestrutura. Esses são alguns dos problemas que temos que atacar juntos”. 

INVESTIMENTO

Diogo Henrique de Oliveira, presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), realçou que para a economia brasileira se desenvolver é fundamental aumentar o investimento. “Entre essas aplicações destaca-se o de máquinas e equipamentos. Ter insumos mais modernos e eficientes trazem um aumento vigoroso da produtividade no setor que corresponde a 35% dos investimentos total da economia brasileira”. 

Oliveira relatou que o BNDES está trabalhando para aumentar o investimento, especialmente para o setor de bens de capital. Entre as ações, houve a redução do spread de 1,87% para 1,27%, aumento do prazo de financiamento de 12 para 24 anos, criação taxa fixa no âmbito do BNDES Finame e BNDES Giro, linha para capital de giro focado nas micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) e lançamento do BNDES Finame Direto com limites de crédito pré-aprovados para compra de máquinas e equipamentos. “Colocamos inteiramente à disposição da nova diretoria para construímos um caminho focado no crescimento da economia brasileira”. 

FORÇA DA INDÚSTRIA

João Carlos de Sousa Meirelles, secretário de Energia e Mineração do Estado de São Paulo, expôs fala a pedido do governador Márcio França de que o evento não é da ABIMAQ/SINDIMAQ ou da indústria, mas é de São Paulo. “O Estado de São Paulo tem 70% da indústria de máquinas e equipamentos do País e recebe com enorme orgulho as entidades”.  

Para Meirelles, não há menor dúvida de que este País vai crescer a partir do ano que vem no mínimo a 2,5% e nos anos subsequentes a mais de 3%. “A nova diretoria vai presidir numa brutal transformação na qual o Brasil irá passar nos próximos quatro anos e, portanto, vocês têm o privilégio de serem parceiros de um esforço que será feito nacionalmente para devolver a esperança ao Brasil”.  

EMPENHO DA FPMAQ

Vanderlei Macris, deputado federal e presidente da Frente Parlamentar da Indústria de Máquinas e Equipamentos (FPMAQ), citou um dos últimos trabalhos realizados no Congresso Nacional em prol do setor de máquinas e equipamentos. “Recentemente debatemos na Câmara Federal a questão da desoneração da folha de pagamento. Essa luta foi importantíssima no sentido de recuperar a competitividade da indústria nacional perdida com a exacerbação dos fatores chamados Custo Brasil. Com o forte trabalho, garantimos que o presidente da República sancionasse essa lei tão importante para o segmento”. 

Macris mencionou que a FPMAQ dará atenção ao tema abertura comercial. “Abordar o assunto não é o caso de simplesmente de pensar no protecionismo, mas para que possamos dentro do governo dialogar a fim de encontrar a melhor solução pensando no crescimento sustentado que todos nós queremos. Tenho certeza absoluta que as novas diretorias ABIMAQ/SINDIMAQ serão os grandes parceiros desse futuro do Brasil”. 





Número: 225
Março/2011

Outras edições
select



Buscar matérias

Informaq

Durante cerimônia de posse das diretorias das entidades para o quadriênio 2018/2022, autoridades e entidades de classe enfatizaram a relevância do setor como propulsor do desenvolvimento da economia nacional. Leia mais...

‘Desafios para um Comércio Exterior Competitivo’ foi o tema que norteou as discussões do Encontro Nacional de Comércio Exterior. Leia mais

Em homenagem ao 86° Aniversário do Movimento Constitucionalista de 1932, sessão solene foi realizada na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP). Leia mais...

Conjuntura econômica e perspectiva para a indústria de máquinas e equipamentos foram outros assuntos debatidos. Leia mais...

Evento realizado pela ABIMAQ também tratou das principais ações da entidade na defesa dos fabricantes de máquinas e equipamentos para os derivados de petróleo e biocombustíveis. Leia mais...

Cerimônia de posse, realizada durante a feira IHRSA Fitness Brasil, foi marcada pelo clima de agradecimento e expectativa de muito trabalho para o próximo biênio 2018/2020. Leia mais...

O processo de digitalização da operação industrial já é uma realidade dentro das indústrias brasileiras. Leia mais...

O mundo dos robôs: como vivemos a revolução 4.0 do chão de fábrica foi o tema da apresentação feita por Aderman Pellisson, diretor da Pollux. Leia mais...

Entre os temas debatidos no fórum estavam os artigos 611 A e B da CLT, o que a empresa pode negociar ou não e o que ela tem que negociar. Leia mais...

Ação feita pelas câmaras setoriais na ABRE e no SENAI visa estreitar relacionamento em benefício dos fabricantes nos setores gráfico e têxtil. Leia mais...

No mês de agosto, a presidência da ABIMAQ, representada por João Marchesan, estendeu os mandatos das diretorias das câmaras setoriais. Leia mais...

Plano de ação tem como finalidade definir o posicionamento da entidade em relação às demandas e expectativas dos associados. Leia mais...

Eventos visam ajudar as empresas dos procedimentos na entrega das informações previdenciárias, trabalhistas e fiscais na plataforma online do governo. Leia mais...

Candidato à Presidência da República se comprometeu com uma agenda de competitividade com o Custo Brasil. Leia mais...

N dia 23 a agosto, as associadas da ABIMAQ Rio de Janeiro tiveram a oportunidade de conhecer as ações da Frente Parlamentar da Indústria de Máquinas e Equipamentos. Leia mais...

Plataforma oferece ao setor privado uma interface única para apresentar barreiras às suas exportações e para acompanhar as ações tomadas pelo governo. Leia mais...

As empresas qualificadas pelo programa do PEIEX se tornam aptas a participar das ações internacionais de promoção comercial organizadas pela Apex-Brasil e seus parceiros. Leia mais...

As fintechs expuseram soluções financeiras com a utilização de inovações tecnologias e simplificação nas operações de empréstimos. Leia mais...

Com o objetivo evitar interpretação equivocada em relação à adequação no prazo de validade das notas fiscais nas operações de financiamento dos sistemas de irrigação. Leia mais...

Recentemente o BNDES divulgou as novas condições das linhas BNDES Exim Pré-Embarque, cujo objetivo é apoiar a produção de bens e serviços destinados à exportação. Leia mais...

As novidades do setor metalmecânico, a forte programação paralela de palestras técnicas, a exposição de tecnologia de ponta do segmento de petróleo e gás e as rodadas de negócios. Leia mais...

Uma das principais feiras de negócios das Américas, a Febratex 2018, realizou a sua 16ª edição entre os dias 21 e 24 de agosto. Leia mais...

O clima de surpresa e satisfação foi geral entre as 400 marcas expositoras da Interplast – Feira e Congresso da Integração da Tecnologia do Plástico. Leia mais...

Considerada a maior feira de panificação e confeitaria da América Latina e uma das principais destinada a operadores do food service, a Feira Internacional da Panificação. Leia mais...

Realizada de 14 a 16 de agosto no Rio de Janeiro, a Marintec South America e a estreante Man.U.Tec 2018. Leia mais...

Projeto desenvolvido para a CNI foi mostrado durante evento realizado na sede da associação. Leia mais...

A queda no mês já era prevista em função da sazonalidade e também da base de comparação que foi inflada pelas vendas. Leia mais...

Nos países desenvolvidos, e até em emergentes com vocação para um crescimento livre de amarras desnecessárias, a economia costuma funcionar guiada, em boa parte, pela mão invisível do mercado. Leia mais...

Apoio institucional