Buscar por:  


Desempenho da indústria fabricante de máquinas e equipamentos registra queda em janeiro



A indústria de máquinas e equipamentos brasileira encerrou o mês de janeiro de 2020 com um total de faturamento de R$ 7,9 bilhões, queda de -3,6% em relação ao resultado de janeiro de 2019 (R$ 8,18 bilhões). O desempenho mais fraco foi influenciado pela piora nas vendas no mercado externo

A queda observada nas receitas líquidas totais de vendas foi a terceira consecutiva, tanto na comparação mensal como interanual. Assim, o resultado anualizado manteve a desaceleração observada durante o segundo semestre de 2019 e recuou para 0,3% em janeiro de 2020.

O desempenho das vendas no mercado doméstico, estável em relação ao mês imediatamente anterior e 6,6% superior ao resultado do mês de janeiro de 2019, anulou parte da queda observada no mercado externo, mas não interrompeu desaceleração observada no final de 2019.

As exportações de máquinas e equipamentos continuam registrando queda em 2020, impactadas por desaceleração em mercados tradicionalmente importantes.

Exportação

Em janeiro, as exportações de máquinas e equipamentos registraram forte queda, tanto em relação ao mês imediatamente anterior (-26,3%) com sobre o mesmo mês de 2019 (-26,6%) e chegaram a US$ 554,6 milhões. 

Com relação ao destino das exportações, a maior queda se deu nas vendas aos Estados Unidos (-45%), ao cair de US$ 277 milhões em 2019 para US$ 153 milhões em 2020, 62% da queda observada no período. 

A Argentina que em 2019 foi um dos principais responsáveis pela piora das exportações de máquinas e equipamentos, em 2020 apareceu contribuindo positivamente nos resultados do setor. A exportações de máquinas e equipamentos direcionadas para aquele mercado saltou de US$ 45 milhões para US$ 62 milhões, crescimento de 37%. Houve crescimento, ainda, nas exportações para os Emirados Árabes Unidos, Peru e Rússia.

A desaceleração mundial observada em 2019 em razão de diversos fatores (crise política na América do Sul, guerra comercial entre Estados Unidos e China) deverá este ano ter um complicador adicional, o surto de epidemia do coronavírus. Muitas economias importantes, incluindo o Brasil, vem sentido os efeitos da redução da demanda chinesa e, sobretudo, da paralisação na cadeia de fornecimento de diversos insumos industriais fabricados na China. Segundo a Unctad, a China é responsável por atender a cerca de um quarto das importações mundiais de insumos intermediários para a indústria de transformação, no Brasil esse percentual supera 30%.

Importação

No mês de janeiro o total das importações de máquinas e equipamentos foi de US$ 1,57 bilhão, deste 30% componentes (válvulas, transmissão mecânica, motores e outros), 20% bens para infraestrutura e indústria de base (bens sob encomenda, bens para saneamento e para cimento e mineração) e 18% bens para a indústria de transformação (bens para controle de qualidade, máquinas-ferramenta e outros).

Dentre os bens importados os que registraram a maior taxa de crescimento em relação a janeiro de 2019 foram os para infraestrutura e indústria de base, incremento de 105% ao passar de US$ 154 milhões em 2019 para US$ 317 milhões em 2020.

Consumo aparente

Após a desaceleração observada no final de 2019 os investimentos em máquinas e equipamentos, voltaram a registrar crescimento na comparação mensal, e encerraram o mês de janeiro com crescimento de 19% ante o mesmo mês de 2019. 

O consumo aparente de máquinas e equipamentos registrou crescimento acumulado nos últimos doze meses de 12,3%, interrompendo a desaceleração observada nos meses de novembro e dezembro. No mês de janeiro o crescimento foi de 19,3%, assim o consumo passou de R$ 10,93 bilhões em jan/19 para R$ 13,03 em jan/2020.

Máquinas nacionais 

O setor vê há algum tempo uma mudança na composição da participação entre as máquinas nacionais e estrangeiras, com aumento das importadas.

Máquinas importadas

Este começo de ano continua o processo de expansão das importações de máquinas e equipamentos nos investimentos do país.

Alguns fatores podem explicar este fenômeno: 1. O setor da construção civil, boa parte sob investigação das Operação Lava Jato, teve suas atividades seriamente comprometida nos últimos anos, comprometendo a saúde financeira de setores fabricantes de bens de capital para este fim; 2. Parte do crescimento foi contratado no primeiro semestre quando a sinalização era de expansão das atividades; 3. Alguns segmentos ou elos da cadeia de máquinas podem ter sido comprometidos pela extensão e profundidade da crise.



Índice


Envie para um amigo.
Número: 241
Março/2020

Outras edições
select



Buscar matérias

Informaq

José Velloso, presidente executivo da ABIMAQ, integrou missão comercial com investidores e empreendedores aos Emirados Árabes Unidos no período de 8 a 17 de fevereiro. Leia mais...

A pauta das audiências foi sobre as mudanças no sistema de financiamento e garantia às exportações. Leia mais...

A ABIMAQ, representada pelo presidente executivo, José Velloso, participou no dia 03 de fevereiro de reunião-almoço promovida pela Federação das Indústria do Estado de São Paulo. Leia mais...

Com o objetivo de avançar na definição de uma estratégia de mobilização e comunicação, no combate aos itens que compõem o Custo Brasil. Leia mais...

Com a objetivo de apresentar o Programa de Melhoria Contínua da Competividade, Rogério Cayubi, Conselheiro Executivo do Movimento Brasil Competitivo (MBC). Leia mais...

O autor do projeto da Reforma Tributária (PEC 110/2019 do Senado), ex-deputado Luiz Carlos Hauly, esteve na sede da ABIMAQ, no dia 15 de janeiro, para falar sobre a Reforma Tributária . Leia mais...

O presidente do Conselho de Administração e o presidente executivo da ABIMAQ, João Carlos Marchesan e José Velloso, respectivamente, acompanharam as apresentações do Embaixador do México no Brasil. Leia mais...

Evento de posse contou com presença de diretores da ABIMAQ. Leia mais...

Com o objetivo de apresentar a transformação digital da indústria, novas tecnologias, indústria 4.0, linhas de financiamento para inovação e a escola móvel do Senai, a ABIMAQ Piracicaba . Leia mais...

Para apresentar soluções dentro da Indústria 4.0, representantes das empresas Audaces Automação Industrial e Weg Digital, além do SIDIA - Instituto de Ciência e Tecnologia. Leia mais...

Para debater temas como compliance, reforma trabalhista, perspectiva para 2020 e criação de normas para galpões estruturados lonados, o recém-criado Grupo de Trabalho de Estruturas Modulares. Leia mais...

Está previsto o investimento de mais de R$ 2 bilhões de reais para fazer a despoluição do Rio Pinheiros até dezembro de 2022. Leia mais...

Palestrante convidado, Roberto Padovani, economista-chefe do banco Votorantim, ressaltou que o crescimento do Brasil será liderado pelo investimento do setor privado. Leia mais...

Evento teve apresentações de representantes da Seara, Tetra Park, Braskem, Nokia, HP, Instituto de Embalagens, Associação Brasileira de Automação (GS1 Brasil) e do Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL/SSA). Leia mais...

Melhor custo x benefício e maior visibilidade nos eventos são atrativos para participação das empresas nos espaços coletivos organizados pela ABIMAQ. Leia mais...

Empresas participantes do seminário do Conselho de Tecnologia da associação tiveram oportunidade para se aprofundar no tema e tirar dúvidas. Leia mais...

Até fevereiro de 2020, a EMBRAPII já apoiou 864 projetos de 598 empresas com o aporte de mais de R$ 1,4 bilhão. Leia mais...

Confira abaixo a programação de treinamentos disponíveis para o mês de março até início de abril de 2020. Leia mais...

No dia 29 de janeiro, a diretoria da ABIMAQ se reuniu com o João Pinto Rabelo Junior, vice-presidente de Agronegócios e Governo do Banco do Brasil e Carlos Aguiar Neto. Leia mais...

Representantes da empresa Serasa Experian e do banco de fomento participaram do encontro e revelaram novidades em seus produtos e serviços. Leia mais...

A Secretaria de Comércio Exterior (Secex) abriu consulta pública para sugestões e comentários acerca da minuta de Portaria sobre o Drawback até 30 de março de 2020. Leia mais...

Secretaria de Comércio Exterior (Secex) publica nova Portaria que disciplina as avaliações de Interesse Público para direitos antidumping e medidas compensatórias. Leia mais...

A indústria de máquinas e equipamentos brasileira encerrou o mês de janeiro de 2020 com um total de faturamento de R$ 7,9 bilhões, queda de -3,6% em relação ao resultado de janeiro de 2019 (R$ 8,18 bilhões). Leia mais...

Em artigo publicado no Estadão, o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, avalia que em meio à crise fiscal, o crescimento econômico não pode depender apenas dos gastos dos governos. Leia mais...

Apoio institucional